BLOG

__
29/07/2022

Cinco hábitos que detonam um carro blindado

De acordo com dados da Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), mais de 16 mil carros são blindados no Brasil por ano, procedimento que exige um alto investimento por parte dos proprietários do veículo.

Mas embora a tecnologia de blindagem tenha evoluído bastante nos últimos anos, inclusive com alguns fabricantes oferecendo a possibilidade de instalação da proteção balística sem perder a garantia de fábrica, alguns cuidados no uso cotidiano são importantes para proteger este investimento.

1 – Rodar com os vidros abertos
Rodar com os vidros abertos em um carro blindado pode fazer com que as janelas saiam dos trilhos e possam sofram danos por conta da vibração. Nessa situação, não existe reparo. A única solução é fazer a troca da peça.

2 – Choque térmico
Evite lavar seu carro quando o sol estiver muito forte, pois os materiais que compõem o bloco balístico possuem graus de dilatação diferentes, o que pode provocar trinca entre os materiais.

3 – Desleixo com a pintura
Mantenha o seu veículo sempre bem conservado. Desgastes na pintura ou na lataria pedem em seu reparo um trabalho maior e mais especializado, que exige inclusive a retirada e reinstalação da blindagem.

4 – Pneus fora da calibragem
Se os pneus com pressão de menos já são prejudiciais em um carro comum, imagine só em um veículo que precisa aguentar ainda o peso adicional da blindagem, que pode chegar a 200 kg. Por este motivo, a recomendação é utilizar sempre a calibragem recomendada pelo fabricante para o veículo com carga máxima.

5 – Manutenção desleixada
A necessidade de seguir o plano de manutenção é outro ponto que também é importante nos veículos sem blindagem e acaba ganhando peso dobrado nos blindados. Já que o serviço muitas vezes afeta a garantia de fábrica, é necessário seguir corretamente o cronograma de revisões da blindadora do veículo para não perder a proteção oferecida pela oficina que fez o serviço.

Fonte:

Link fonte:


Outras Notícias